Naomi & Ely e a Lista do Não Beijo

Naomi ♥ Ely, e ela é meio que apaixonada por ele.

Ely ♥ Naomi, mas ele meio que prefere garotos.

Não é fácil. As coisas que realmente importam não são fáceis. Os sentimentos de alegria são fáceis. A felicidade, não. Flertar é fácil. Amar, não. Dizer que é amigo de alguém é fácil. Ser amigo de verdade, não.

resenha naomi and ely e a lista do nao beijo Bruce, o Primeiro, é apaixonado por Naomi, que namora Bruce, o Segundo, mas é secretamente apaixonada por Ely, 0 melhor amigo gay.

Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Por conta de uma confusão causada pelo pai de Naomi e uma das mães de Ely, os melhores amigos criam a Lista do não beijo, na qual colocam o nome de todos os garotos que eles não podem beijar, em hipótese nenhuma, para garantir que a amizade continue intacta. Tudo está indo bem, até que Ely beija Bruce, o Segundo, e a amizade que parecia perfeita começa a desmoronar.

A história do livro se baseia em como os dois vão se resolver. Enquanto isso, Naomi explora o tão temido mundo sem Ely, e ele descobre que precisa se esforçar mais do que considerava necessário para manter um relacionamento com alguém que ama.

A história confirma que, sim, uma amizade depende de confiança e lealdade, e quando falta uma dessas coisas a amizade pode ir por água abaixo, e que reconquistar a confiança de alguém é mais difícil do que conquistá-la pela primeira vez, mas não impossível.

Os autores, David Levithan e Rachel Cohn, são os mesmos de Nick e Norah: uma noite de amor e música. David também é autor de Will & Will: um nome, um destino, em parceria com John Green e Garoto encontra garoto. Rachel Cohn também é autora de Pão de Mel, Princesa Pop, e outros livros.

De fácil leitura, o livro tem 254 páginas, foi publicado pela Editora Galera Record em 2015, e prende o leitor do começo ao fim, e é bem difícil saber se eles vão se resolver ou não.

Eu particularmente gostei de todos os personagens principais, achei que todos foram bem construídos. A história foca mais na amizade entre os dois do que nos casos amorosos deles, vale a pena a leitura.

Espero que gostem e, se já leram, deixe suas opiniões nos comentários.

Beijos,

Mari ♥

Anúncios
pote de conquistas 2016

Pote de Conquistas 2016

Fala blogosfera, tudo bom? Continuando com a vibe do post anterior, sobre como tornar 2016 um ano diferente, venho aqui hoje mostrar um potinho muito especial, que pode mudar completamente a maneira que você enxerga sua vida. Estamos sempre reclamando que os anos foram ruins, mas, na maioria das vezes, só focamos nos problemas, nos esquecemos daquelas pequenas coisas que nos fazem sorrir dia após dia, e com esse pote, nos lembraremos do que nos faz feliz sempre que quisermos.

A proposta é bem simples: toda vez que algo bom acontecer, toda vez que algo te fizer sorrir, anote em um pedaço de papel, dobre, e coloque dento do potinho. Quanto maior a frequência, melhor! Tente colocar um papel por dia. Se lembrar de pelo menos uma coisa boa que te aconteceu no dia é um ótimo exercício. Deixe-o em um local visível, para que você nunca se esqueça.

Mas, Mari, quando eu devo abrir o pote? Fica a seu critério! Eu pretendo abrir no final de 2016. Quando ler os papéis, vai perceber que esse período da sua vida foi bem melhor do que se lembrava.

Não se esqueça: seja grato. Sempre lembre-se de agradecer por tudo o que te acontece que, pode ter certeza, você irá atrair coisas melhores ainda!

felicidade-nas-pequenas-coisas-pote-de-conquistas

Espero que gostem da experiência, e, se já fizeram, deixem nos comentários como foi!

Obs: é a primeira vez que uso fotos que eu mesma tirei e editei, então me perdoem se não estiverem tão boas!

Bjs,

Mari ♥

 

2016: Vamos Fazer Diferente?

Todo ano que se inicia é a mesma coisa: aquela expectativa absurda e todos desejando um ano diferente, um ano melhor. Mas, calma lá, porque vocês acham que será diferente, melhor? Obra do destino? Se nós queremos que tudo seja diferente, nós não deveríamos tentar mudar tudo?

Já ouviram falar do princípio 90×10, de Stephen Covey? Se baseia no fato de que 10% da sua vida é o que acontece nela, e os outros 90% é como você reage a isso. Ou seja: você define como a sua vida será. Você está no trânsito e batem no seu carro. Qual sua reação? Descer do carro xingando? Isso só aumenta as chances da pessoa ser grossa com você também. Se em 2015 você fazia isso, em 2016 faça diferente.

Para tudo na vida há duas opções, sempre dá para escolher, sempre dá pra olhar com outros olhos e sempre dá pra ser diferente.

Pense antes de falar. Pare de se vitimizar. Pare de reclamar de tudo. Tente enxergar o melhor lado da coisa. Só diga o necessário. Evite xingar. Tenha calma. Evite tudo que te faça mal e se aproxime de tudo que te faça bem.

Eu quero mudar, eu quero que meu 2016 seja diferente de 2015, e eu sei que será. Quando 2015 começou, eu estava decidida a lidar com meus problemas de auto-estima e de timidez, e foi isso que eu fiz. Foi um ano bem diferente de 2014, um ano de superações. Eu sofri muito menos e perdi menos oportunidades também (por conta da timidez). Em 2016, quero continuar evoluindo quanto a isso, e ainda existem muitas coisas pra superar, pra vencer, pra mudar.

Gratidão.

Sabe essa pequena palavra? Ela muda tudo. No lugar de ficar lembrando dos motivos que te fazem acreditar que 2015 foi um ano ruim, lembre das coisas que o fizeram um ano bom, e seja grato por elas, valorize elas.

Nesse ano que acabou de se iniciar, seja mais grato, valorize mais o que te faz bem, mesmo que sejam pequenas coisas. Problemas? Sinto lhe dizer, mas eles vão continuar existindo. Mas os resolva da melhor maneira possível e depois deixe pra trás. Guardar essas coisas só te fará mal.

Sabem aquelas metas que todo mundo faz? Elas podem sim se concretizar, é só você querer. Corra atrás e seja feliz.

Um ótimo 2016 pra todos os que fizerem acontecer,

beijos, Mari ♥

 

Covers Internacionais que Fizeram Sucesso

Fala blogosfera, tudo bem? Acho que todos já ouviram falar de covers, né? O termo tem origem no inglês e é definido por pessoa (ou grupo de pessoas) que apresenta imitações de um(a) artista, um(a) cantor ou banda famosa. (http://www.dicio.com.br/cover/)

Covers são gravados a todo tempo, por pessoas famosas ou não, e alguns fazem tanto sucesso que chegam a ultrapassar a música original, e no post de hoje, é exatamente sobre covers famosos que vamos falar.

  • The Man Who Sold the World

A música original foi lançada em 1970 pelo David Browie e dá nome ao seu terceiro álbum. A banda Nirvana gravou um cover da música que ficou tão famoso que David Browie chegou a declarar que encontrava crianças que achavam legal ele “cantar uma música do Nirvana”. O cover chegou até a entrar em rankings  da Billboard.

  • Yellow

Quem gosta de Coldplay com certeza já ouviu essa música, lançada em 2000 como primeiro single da banda nos Estados Unidos, e o cover mais famoso da música pertence a Laura Mvula.

laura

  • Fast Car

A música foi lançada em 1988, e a cantora, Tracy Chapman, ganhou até Grammy com a música. Em 2014 Sam Smith gravou um cover da música, em uma versão mais calma e delicada.

  • Cry Me A River

Lançada originalmente por Justin Timberlake em 2002, ganhou um Grammy e dois prêmios da MTV Video Music Award (Melhor clip masculino de pop e melhor clip masculino) nos anos de 2003 e 2004. Em 2013, Selena Gomez cantou uma adaptação da música em um show para a Unicef, e a imprensa garante que a música foi para o ex, Justin Bieber. O casal havia se separado um mês antes.

selena cmar

  • All I Want

A música foi lançada pela banda Kodaline em 2012 e faz parte da trilha sonora oficial de A Culpa É Das Estrelas. A cantora Ellie Goulding lançou um cover da música em 2014, e postado em abril na sua conta oficial da Soundcloud, e, em outubro, cantou a música ao vivo com a colaboração de Dj Fresh.

  • Give Me Love

A música é o sexto single do álbum de estreia de Ed Sheeran, + (plus), e foi lançada em 2012, e faz parte da trilha sonora das séries The Vampire Diaries e Home and Away. Em 2014, Demi Lovato fez um cover da música durante uma apresentação da IHeartRadio, e, mais tarde, um dueto com o próprio Ed Sheeran.

ed e demi give me love

Se você gostou desse post, precisa dar uma passadinha no blog Feminice Aguda e ver o post que ela fez sobre covers nacionais que você precisa conhecer! Não esquece de passar lá, hein! O post está incrível ♥

Um grande beijo,

Mari 

 

Playlist: Mais Escutadas em 2015

Fala Blogosfera, tudo bem? O post de hoje é uma playlist, e é a primeira vez que trago esse tipo de post para o blog, então espero que gostem!

Eu tenho uma conta lá no Spotify, e tenho uma playlist intitulada “Favoritas ♥ mari molero” com as músicas que eu mais tenho ouvido e que mais marcaram meu ano, e quis compartilhar algumas delas aqui com vocês, e no final deixo o link da playlist ♥. Mas, além de compartilhar o nome das músicas, vou falar um pouquinho de algumas pra vocês!

1. Centuries – Fall Out Boy. Essa foi a primeira música que eu ouvi da banda, não tinha ouvido nada deles até então, e simplesmente amei!

You will remember meeeee for a centurieeeee.

2. Dollhouse – Melanie Martinez. Além da Melanie ser uma FOFA, essa música fala um pouco da superficialidade e falsidade da nossa sociedade, de uma família que para todos tem que parecer perfeita mas que na verdade é cercada de problemas.

 Throw on your dress and put all your doll faces. Everyone thinks that we are perfect, please don’t let them look through the curtains.

3. Flares – The Script. Essa música é simplesmente MARAVILHOSA! Quem já se sentiu sozinho quando enfrentava problemas vai se identificar. A letra é linda, e sempre que eu ouço ela pensando na vida eu choro! haha

Did you see the sparks filled with hope? You are not alone. ‘Cause someone is out there, sending out flares.

4. Fly – Avril Lavigne. Outra música lindíssima! Essa é pra quem está pensando em desistir de algo. A letra fala um pouco de como não devemos desistir das coisas, e devemos persistir até alcançar. Além de que a música foi escrita com a intenção de arrecadar fundos para a Special Olympics. nem preciso falar que essa mulher é maravilhosa, né?

Spread your wings, across the universe. It’s your time to shine. There’s a light inside of all of us, soon you’ll find that it’s your time to fly!

5. In Your Pocket – Maroon5. Essa música tem uma vibe mais divertidinha, apesar de também ser uma crítica, e faz parte do novo álbum do Marron5, V. Além do cantor ser um GATO.

I can’t believe you looked me in the eye, and said to me you had nothing to hide.

6. Sorry – Justin Bieber. Apesar de eu nunca ter gostado muito dele, tenho que admitir que ele mudou muuuito, e as músicas, pelo menos pra mim, estão muito melhores agora (apesar de eu ainda não gostar da voz dele), e estou muito viciada nessa música!

I just need one more shot at second chances.

7. Take Control – Kodaline. Mais uma música de encorajamento com uma letra maravilhosa! hahah A letra é um super incentivo para você ser você mesmo, e enfrentar as dificuldades. Eu descobri essa música meio que por acaso, enquanto assistia uma das séries que estou viciada, Reign, que tem uma trilha sonora maravilhosaaaa.

Take control of who you are. Stay the same, don’t let them change you.

8. Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores – Charlie Brown. Essa é um pouco velhinha, e a letra original foi escrita por Geraldo Vandré e lançada em 1977 na época da Ditadura. Vários covers da música foram lançados, inclusive esse do CBJ ♥  sdds Chorão

Vem, vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora, e não espera acontecer!

Essas são as oito músicas que mais me marcaram em 2015, além de várias outras que você confere na minha playlist.

Gostaram? Espero que sim. Beijos e até o próximo post!

Mari ♥

 

Top 5: Os melhores de 2015

Fala Blogosfera, tudo bem com vocês?

2015 foi um ano no qual eu li bastante e me viciei em algumas séries e filmes, e hoje vim fazer um top 5 com cada um desses temas, vem ver!

Top 5 – Livros

  1. A Seleção
  2. Cartas de Amor aos Mortos
  3. Ela Não É Invisível
  4. Fazendo Meu Filme
  5. Precisava de Você

Top 5 – Filmes

  1. As Vantagens de Ser Invisível
  2. A Arte da Conquista
  3. Jogos Vorazes
  4. O Presente
  5. Um Amor para Relembrar

Top 5 – Séries

  1. Pretty Little Liars
  2. The Vampire Diaries
  3. 10 Coisas que Eu Odeio Em Você
  4. Don’t Trust the B*** in Ap 23
  5. Reign

Esses foram meus top 5, espero que tenham gostado, e se não conhece algum deles eu recomendo muito assistirem!

ligabc

Beijos, Mari ♥

Padrões de beleza: O que eles acrescentam na sua vida?

Eu não me considero totalmente fora do que a sociedade impõe como padrão para ser bonita, pois tenho cabelo liso e olhos claros, mas eu nasci assim, esse é meu corpo, não escolhi como nasceria. Não escolhemos como nascemos, mas depois disso podemos mudar totalmente a nossa aparência.

Se uma pessoa não se sente bem consigo mesma, quer que seu cabelo seja mais liso, mais enrolado, de outra cor, quer ter uma pele mais bronzeada, etc, e todas essas vontades vem dela, qual o problema? Exatamente, nenhum! O problema é que a sociedade só considera bonito quem seguir determinados padrões. As mulheres têm que ser altas, magras, de cabelos lisos ou cacheados. Cabelos crespos? De jeito nenhum! Homens precisam ter tanquinho, loiros de olhos azuis ou morenos de olhos verdes. Magrelo sem músculos? Sem condições.

Agora eu pergunto: qual seria a graça se todas as pessoas do mundo tivesse a mesma aparência ou tivessem pouquíssimas diferenças? Qual seria a graça de sair na rua e ver 20 pessoas na fila em uma loja exatamente iguais e comprando a mesma coisa? Imagina só, que monotonia! Eu não condeno nem acho feio, de jeito nenhum, quem se encaixa nos padrões porque nasceu assim ou pelo simples fato de que se sente bem assim, mas, me contem, qual a graça de mudar toda a sua aparência, e não só ela, também o seu modo de viver, só porque alguém que nem te conhece diz que é assim que você deve ser? Pra que isso? O que isso acrescenta na sua vida? A resposta é bem simples: tristeza e falta de autoconfiança e autoestima.

Não deixem a depressão e a falta de autoestima entrarem na sua vida por causa desses padrões! Eu sempre tive problemas com isso e sempre me questionei se as pessoas me acham bonita e se elas gostam de mim. A resposta da segunda, na minha cabeça, dependia muito da primeira. Mas, depois de  um tempo e de um longo processo de aceitação, percebi que: e daí se as pessoas não me acharem bonita? Por que devemos nos importar e transformar a opinião dessas pessoas na nossa verdade absoluta? Não devemos! Somos todas lindas e perfeitas para alguém! E, sem querer entrar em religião e crenças mas já entrando, Deus nos ama da mesma maneira, com a mesma intensidade, independente de tudo.

Muitos, ao serem questionados sobre esse assunto, dizem que é tudo mentira, que isso não existe. Mas existe sim, e está mais presente na nossa vida do que a gente percebe. Participo de grupos para blogueiros no facebook e é evidente que as meninas que seguem esses padrões e que postam fotos suas maquiadas e arrumadas recebem um retorno maior do que uma que foge dos padrões e que está no grupo no mesmo período de tempo que a anterior e interage do mesmo jeito, inclusive comentaram sobre isso em um grupo outro dia. Agora me digam: por que o blog da menina magra, de cabelos lisos, morenos, olhos claros que está sempre de maquiagem tem, necessariamente, um conteúdo melhor que as outras? Não estou dizendo que não pode ter, é claro que pode, e é isso que quero mostrar: todos temos capacidade, independente da nossa aparência física.

Sabe, estou cansada de ouvir que a nossa geração é a mais superficial, e, infelizmente, é verdade. Em pleno século XXI julgarmos a capacidade de alguém por sua aparência é simplesmente ridículo! Parece que enquanto a tecnologia avança, nós retrocedemos! Vamos mostrar que somos mais que isso, vamos mostrar que todos somos lindos por dentro e por fora, que esses padrões não valem de nada!

Outra coisa que deveríamos parar e refletir é: o que NÓS consideramos bonito? Como disse anteriormente, somos, graças a Deus, diferentes uns dos outros, e, consequentemente, temos opiniões diferentes. Não vamos deixar que a opinião dos outros nos ceguem, vamos pensar por nós mesmos, e viva a diversidade!

Espero que parem pra refletir sobre o tema, e deixe aqui sua opinião, mesmo que não seja igual à minha. Espero que tenham gostado do texto.

Beijos, Mari

Inspire-se no look: Lucy Hale

Fala blogosfera, tudo bem?

Hoje vim aqui com um estilo de post diferente, que nunca fiz antes aqui no blog. Vim falar sobre looks, e a escolhida para estrear foi a fofa da Lucy Hale. A cantora e atriz adora looks cheios de personalidade, assim como sua personagem Aria Montgomery, do seriado Pretty Little Liars. Confira!

Quem acompanha a vida da atriz sabe que ela ama apostar no cropped combinado com uma saia ou shorts.

Lucy também aposta muito no preto. Apesar de ser uma cor comum, todos os seus looks têm seu charme. Looks com estampas, transparências, spikes, detalhes de outra cor e aberturas são seus preferidos.

Nos looks do dia-a-dia, Lucy é mais simples. Mas, como eu disse anteriormente, até seus looks básicos têm seu charme. Lucy aposta muito no jeans combinado com uma peça que se destaque, como uma jaqueta, um lenço, uma renda, uma estampa, botas compridas ou jeans coloridos. Lucy também aposta nos vestidos básicos com alguma peça de destaque. E, claro, bolças grandes e coloridas têm seu espaço. (Na legenda das fotos abaixo coloquei a peça que se destaca)

Bem, deu para perceber que ao usar uma peça mais chamativa, a cantora aposta em outra mais neutra, né? Adoro essa dica, porque não deixa o look muito cansativo. E aí, looks aprovados?

Espero que tenham gostado e que sirva de inspiração.

Beijos, Mari ♥

Fontes: Imagem destacada – http://pcwallart.com/lucy-hale-2014-photoshoot-wallpaper-3.html; 

Amy & Matthew

Amy tem uma deficiência que não a permite controlar seus movimentos, e Matthew tem uma doença que não o permite controlar seus pensamentos. Sempre estudaram na mesma escola, mas não era o que chamamos amigos, até que Matthew faz Amy enxergar a realidade de uma maneira diferente, e uma amizade sincera e verdadeira começa a florescer.

Tudo na vida é um desafio quando se trata dos dois, mas juntos despertam força um no outro. Força para encarar os problemas e seguir em frente.

Com o fim do Ensino Médio e uma perturbada noite de formatura, cada um segue seu caminho, e a relação dos dois se abala. Amy quer ir para a faculdade, mas será que ela consegue encarar sozinha? Matthew tem uma meta, claramente diferente da de Amy, mas ainda assim muito difícil de conquistar.

A autora, Cammie McGovern, conseguiu tratar duas pessoas deficientes (físicas e mentais) de uma maneira que não torna o livro depressivo, triste, nem nada do tipo, e não é um livro de romance como os outros. O livro é ótimo, leitura super recomendada. Só o que me incomodou foi o fato de a narração ser em 3ª pessoa, e torna o livro muito impessoal e não nos permite saber o que os personagens estão sentindo em alguns momentos.

Concluí que é possível amar alguém por razões inteiramente
altruístas, por todas as suas falhas e fraquezas, e ainda
assim não ter este amor correspondido. É triste, talvez,
mas não trágico, a menos que você fique buscando seus
afetos e esquivos para sempre.

-Amy

Beijos, Mari ♥

Cuidados com o meu cabelo

Hey blogueiros e leitores, hoje resolvi fazer um post sobre os cuidados que tenho com o meu cabelo. Confira!

1. Protetor térmico antes do secador ou da chapinha.

Eu não tenho uma marca específica para indicar, pois ainda estou testando as marcas, mas é super importante o seu uso, pois o calor do secador e da chapinha danificam o cabelo, e o protetor térmico protege um pouco mais. E se o seu secador tiver a opção de jato frio, passe no seu cabelo após terminar, pois além de também dar uma protegidinha, abaixa o frizz.

2. Hidratação em casa pós praia ou uma viagem.

Não, eu não vou para o salão fazer hidratação toda vez que viajo, vou para a praia ou vou muitas vezes seguidas na piscina. Eu hidrato meu cabelo no banho em um minuto, uma vez por semana durante três semanas (o meu cabelo é oleoso, se eu fizer mais de uma vez por semana, dá pra fritar pastel nele haha. Brincadeiras à parte, se seu cabelo for normal ou seco, adapte o número de hidratações na semana), com ampolas de hidratação que você encontra em qualquer mercado. Eu uso as da Dove e recomendo, mas se sinta livre para usar a que preferir. Afinal, cada cabelo se adapta melhor a um produto.

ampolas de hidratação dove

3. Shampoo de Camomila

Como o meu cabelo é castanho claro, a Camomila realça a cor de deixa ele mais claro, e, como diz uma amiga minha, com uns fios cor de ouro haha. Os cabelos claros ficam mais claros e com algumas mechas bem loiras com o shampoo de camomila. Eu uso o da Johnson’s (sim, o de bebê mesmo) porque adoro o cheiro dele e o resultado da aplicação!

shampoo camomila

4. Creme para pentear

Sempre, repito: S-E-M-P-R-E, que você for pentear seu cabelo depois do banho com ele molhado use um creme para pentear, pois quando os fios estão molhados quebram com mais facilidade! Mas não passe muito e passe quanto menos possível na raiz para evitar oleosidade.

*Dicas:

  • Não esfregue seu cabelo com a toalha muitas vezes, pois esse ato também enfraquece os fios;
  • Se você costuma prender os fios diariamente, varie a posição ou o penteado para não quebrar os fios;
  • Não durma com ele preso muito forte;
  • Não faça tranças diariamente;
  • Divirta-se com seu cabelo! Faça penteados novos, cortes novos, pinte, etc. Além de aumentar a auto-estima, você fica linda!

Espero que tenham gostado! Bjs,

Mari ♥

Imagem destacada: Retirada do pinterest

Cartas de Amor aos Mortos

Escrito por Ava Dellaira e publicado no Brasil em 2014, pela Companhia das Letras, Cartas de Amor aos Mortos é um daqueles livros que te faz encarar a realidade. 

A história começa de uma forma inocente, com Laurel indo para uma escola nova como qualquer outra adolescente. Sua professora de inglês passa uma tarefa simples: escrever uma carta para alguém que está morto, e Laurel leva a tarefa a serio de mais. Escreve a cada dia uma carta nova, mas nunca entrega nenhuma para a professora. A garota vê nas cartas um lugar para desabafar, já que sua irmã mais velha morrera a pouco tempo. Levamos o livro todo para descobrir como a morte ocorreu, pois Laurel se sente culpada de mais para falar sobre o assunto. E, claro, no meio de toda a história Laurel conhece um garoto, Sky, e vocês terão que ler para descobrir o que acontece entre os dois! Só vou contar uma coisa: não é tudo um mar de rosas…

A leitura do livro te faz perceber que não, a morte de alguém querido não vai parar de doer! Mas você pode aprender a viver com isso e tentar uma chance de ser feliz, ou sofrer pra sempre. É um livro que deixa uma mensagem incrível, por trás da narrativa de uma garota que só está começando o Ensino Médio.

Não poderia começar com outro livro, super recomendo a leitura!

Beijos, Mari ♥